•  


    Onça-parda resgatada em MT passa por tratamento em hospital veterinário

    26 de julho de 2017 - Mato Grosso
    whatsapp-image-2017-07-13-at-12.52.31

    A onça-parda, que foi resgatada ferida em um pasto de um assentamento na região de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, passa por tratamento no hospital veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá. O animal estava ferido com sinais de tiros e foi resgatado no dia 13 de julho.

    Um morador conseguiu colocar uma corda no pescoço da onça e a amarrou em uma árvore, até que fosse resgatada. Se trata de um animal macho adulto que estava com ferimentos causados por tiro em uma das patas, segundo os bombeiros.

    Segundo os profissionais da UFMT, a onça-parda chegou na unidade muito machucada e magra. Durante radiografias, os veterinários identificaram que a onça estava com vários chumbinhos pelo corpo. Os chumbinhos só poderão ser retirados depois que ela se recuperar e conseguir aguentar uma nova anestesia.

    No hospital veterinário, quando os animais ganham alta médica, são encaminhados para o batalhão da Polícia Ambiental. Como a onça ainda não se recuperou, não se sabe se ela será levada para o batalhão ou outra unidade de recuperação.

    No ano passado o hospital atendeu 288 animais silvestres que foram resgatados com sinais de maus tratos ou encontrados às margens de rodovias, vítimas de atropelamento. Só no primeiro semestre deste ano, 176 animais já passaram pela unidade.

    Onça resgatada

    A onça estava em um pasto no Assentamento Pecuamã, que fica a 27 km de Tangará da Serra. Em um primeiro momento a onça foi vista por moradores enquanto andava pelo pasto, perto de outros animais. As vacas estavam no pasto e ficaram agitadas com a presença da onça. Depois, a onça foi localizada deitada na vegetação. Um morador conseguiu colocar uma corda no pescoço do animal e o amarrou em uma árvore para que ele não escapasse.

    Por G1Mt